Lunar

20 dez

Não sei se eu saberia explicar.

A vontade existe, de colocar cada centelhinha dessa do que sinto virar uma edificação enorme, uma casa dos anos 70, cobogós e pergolados.

Alguém falou, ouvi, que a lua estava clara demais. É que a gente está mais perto, pensei, e olhe só que coisa mais maravilhosa: amar uma distância. Escolher e fincar o coração  no ângulo perfeito, sua maneira de ver o mundo.

Toda noite tem uns grilos festeiros e de manhã, os  passarinhos saúdam o novo dia. Doroty já dizia.

Difícil mesmo é dizer o que eu gostaria que fosse; a gente se acostuma com a falta.

Todo mundo pensa que é difícil. Ficam querendo colocar cortinas, tirar as legendas. É um tal de colocar a trilha sonora errada, quando a música deveria ser calma ela acaba sendo agitada demais.

O silêncio já tem muitos sons e isso é simples como o amor deveria ser.

Anúncios

4 Respostas to “Lunar”

  1. tyara 20/12/2010 às 17:53 #

    Uma casa dos anos 70, combogós, pergolados, um labirinto de memórias, umas vozes, um abraços e uma presenças que enchem de vida os cômodos desse coração.

    • Lia Valengo 20/12/2010 às 23:00 #

      tyty, quando eu crescer quero ter é o teu coração. nunca vi mais lindo.

  2. Lanny 20/02/2011 às 21:59 #

    Enjoou?? Cadê tu?

    • Lia Valengo 24/02/2011 às 17:33 #

      acho que enjoei. :) mas é só por uns tempos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: