LEIA NA MINHA CAMISA

23 jun

Enquanto os bobocas do mundo discutem coisas bobocas ao meu lado eu deixo Gal tomar conta dos meus ouvidos.

Enquanto existe tantos recalques e os valores, todos distorcidos, eu só penso em correr pra você, Baby.

Você vai estar em casa, não vai Baby?

E quando morrer de ciúme da família que está longe, do medo de ser trocada pelas cunhadas, do eterno grilo com os quilinhos a mais, a cara redonda, Baby, a vontade de escrever, você vai me amar mesmo assim, não vai?

Eu só tenho calçola na minha caixinha de calcinha e nunca consigo combinar sutiã. Mas isso não é um problema pra nós, dá pra imaginar isso, amor meu?

Dá pra imaginar isso por aí?

Dá pra imaginar que aquele momento quando a gente se falou pela primeira vez, você falou meu nome, eu falei o seu e foi assim, Baby.

É assim até hoje.

8 Respostas to “LEIA NA MINHA CAMISA”

  1. Mary 23/06/2010 às 17:11 #

    Parece que tô ouvindo seu pensamento. Delícia de ler, até porque, eu também sou “forever 29”, mesmo com 30 e alguns

    • Lia Valengo 23/06/2010 às 23:11 #

      tu é super forever 29, amiga. super girl power!

  2. raquel 23/06/2010 às 17:37 #

    bonito demais isso aqui e pertinente.

    eu que faço 31 daqui a (bem) pouco, me vejo preocupada com as rugas não aparecem nele e brotam em mim, com os pensamentos que me atormentam enquanto ele dorme tranquilamente.

    mas ainda assim é sempre melhor ter um amor pra contar as rugas, secar as lágrimas e manter a taça cheia de vinho e de vida.

    baby, eu sei que é assim.

    • Lia Valengo 23/06/2010 às 17:46 #

      Quel, ouvi tua banda, visse? Achei demais, adorei aquilo ali. Um dia a gente toma umas boas garrafas de vinho ouvindo todo aquele jazz and blues. Uma beijoca pra tu.

  3. quel 23/06/2010 às 18:33 #

    Lia, vindo assim de tu, frusciantiana como eu, é um elogio daqueles, visse?
    Fiquei toda prosa e poesia agora. E tomara que esse encontro aconteça qualquer dia desses, aqui, aí ou acolá.
    Xêro pra tu Lia.

  4. Ju Dominguez 24/06/2010 às 09:43 #

    “You know, you must try the new ice-crem flavour
    Do me a favour, look at me closer
    Join us and go far”
    :)

  5. Tyara 28/06/2010 às 07:36 #

    Ainda bem que existem umas como Gal para falar no nosso ouvido as coisas que a gente precisa ouvir.
    Que texto lindo Lia! Acabo de descobrir esse lugar aconchegante e de me des-cobrir nas tuas entrelinhas… Ai como é difícil combinar a calcinha!
    Um beijo saudoso!

    • Lia Valengo 28/06/2010 às 09:52 #

      Tyty, coisa linda ‘e tu vindo aqui me ler, ler a gente. Vem mais vezes? Gosto de me ver em tu tb. Beijocas flor!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: